Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Hoje tive um sonho...

Hoje sonhei um sonho...
Sonhei que me sentia amada. Senti-me desejada. Senti desejo e vontade de largar tudo pelo amor que sentia e recebia. Era um amor diferente do que estou habituada, eu mulher livre e determinada, feminista declarada!
Era um amor mais ao estilo da cultura indiana, em que a mulher é como que "aprisionada" pois deve viver em função do marido, muitas vezes ignorando a sua própria vontade. Esta cultura pode não ser exatamente assim, mas do que conheço dela foi a ideia que me deixou. E a verdade é que abdiquei de mim em algumas coisas, mas não abdiquei da minha vontade, por essa era fazer exatamente o que fui fazendo ao longo do sonho. Passei a vestir-me de forma diferente, os meus hábitos de vida mudaram, mas logo que o meu marido olhava para mim tudo era compensado! Acordei com uma sensação tão boa, com o sorriso nos lábios, sensação de amor romântico que não sinto há muito...

Depois acordei! E a sensação passou de ter um coração cheio, para um peito vazio!

Sinto falta de algo, há já bastante tempo. No dia-a-dia distraímo-nos com muita coisa e vamos ignorando o que diz o coração em prol do que diz a cabeça. Mas e se não voltar ao que era? E se nunca mais me voltar a sentir cheia? Vai ser sempre isto?

Quero voltar a dormir! Quero voltar a este sonho tão bom, onde não me importo de abdicar de tudo porque tenho amor... não quero continuar aqui onde abdico de muito e tenho recebido tão pouco.



Como não posso fazê-lo vou ali até à praia, espairecer um bocadinho...
Bom dia a todos!

Sem comentários:

Enviar um comentário